Reputação

A reputação constitui um factor estratégico para as organizações, não apenas por ser algo intangível - e por isso é uma vantagem competitiva diferenciadora e potencial, mas também por ser fundamental nas decisões tomadas em termos dos preços dos produtos/serviços, da implementação de certos programas e na formação dada aos colaboradores, ou seja, em decisões estratégicas das organizações.

Uma vez que vivemos num mundo em constante vigilância dos media, a manutenção de uma boa reputação é fundamental para que se evitem momentos de crise. Mas como poderão as organizações saber qual a sua reputação junto dos públicos? É fundamental para esta questão que as empresas descubram as percepções da sua identidade, através de profissionais de Relações Públicas e métodos como questionários, serviço pós-venda, entre outros mecanismos.

As organizações com fortes reputações são recompensadas, pois, segundo Srivastava (1997) num estudo sobre dez organizações, os investidores estão dispostos a investir o seu capital em organizações consoante a reputação forte que têm, e não tanto devido ao risco e ao tempo de devolução do dinheiro investido. Os benefícios financeiros e o consequente sucesso de uma organização são em, grande parte, resultado de uma boa reputação, resultado da imagem positiva juntos dos públicos, que, ao terem confiança nessa organização, contribuem para que a mesma tenha sucesso e ultrapasse eventuais momentos de crise. 

 

Sobre o autor:
  • Marketing Consultant na Fullsix Portugal
  • Pós-graduação em Marketing Digital (IPAM)
  • Licenciatura em Relações Públicas e Comunicação Empresarial (ESCS-IPL)
  • Licenciatura em Ciência Política e Relações Internacionais (FCSH-UNL)

Glossário