On Page

A otimização on page diz respeito às tarefas feitas no seio do website tendentes a melhorar o seu posicionamento no ranking dos motores de busca.

Embora o algoritmo do Google seja secreto e esteja em constante aperfeiçoa­mento, o uso do seguinte modelo é considerado uma boa prática de SEO.

As keywords pelas quais se pretendem elevados rankings devem constar nos seguintes locais:


1. No TITLE.
2. Num cabeçalh o H1 e, se possível noutros mais pequenos.
3. Na URL.
4. Na META description.
5. Na META keywords. Não é necessário para o Google, e muitas vezes revela amadorismo. Se mesmo assim quiser colocar aqui keywords, seja sucinto (128 caracteres ou 10 palavras no máximo) e acima de tudo, evite revelar aqui aos seus concorrentes a estratégia da sua empresa!
6. No corpo do texto, sem qualquer formatação (sem bold, itálico, estilo, etc.).
7. Em bold no corpo do texto.
8. Em itálico no corpo do texto.
9. No nome do ficheiro duma imagem.
10. No ALT text dessa mesma imagem.
11. No atributo Title dessa mesma imagem.
12. Num link para outro site.
13. Num link interno.
14. Num link fora do site.
15. Num link para um site com PageRank 8 ou superior.
16. No texto âncora de links dentro e fora do site.
17. No nome do ficheiro da folha de estilos CSS (Cascading Style Sheet).
18. No nome dum ficheiro JavaScript.

Serão igualmente de considerar as seguintes acções:

1. Usar registo de data da última modificação.
2. Verificar se o HTML está de acordo com os padrões do W3C (http://validator.w3.org/).
3. Verificar a integridade dos links internos (http://validator.w3.org/checklink).
4. Verificar a integridade do CSS (http://jigsaw.w3.org/css-validator/).
5. Verificar o correcto funcionamento do site em vários brow­sers diferentes (Firefox, IE, Chrome, Netscape, Opera, etc.).
6. Validar o site no Google Search Console.
7. Não usar links do género «Clique aqui». Em vez de frases do género «Conselhos do W3C. Veja mais», prefira «Veja os conselhos do W3C».
8. Testar o tempo de carregamento e tamanho de cada um dos objectos das suas páginas (ficheiros (X)HTML, imagens, scripts, RSS/XML, objectos externos, etc.). Se identificar algum objecto a prejudicar o tempo de carregamento total da página, ponderar eliminá-lo.

O diagrama seguinte apresenta de forma sintética outras dimensões da otimização onpage:

 

SEO Onpage

Glossário