Mobile Marketing

Transposição do conceito de Marketing em virtude do advento dos dispositivos móveis. Esta transição é feita através de novas modalidades de comunicação, mas também pela adequação de técnicas já existentes.

Este tipo de dispositivos ganha cada vez mais importância pelo facto de os utilizadores abandonarem, de forma crescente, as pesquisas feitas através do tradicional computador, em detrimento do smartphone, ou tablet, mas também por uma mudança de hábitos em que estes aparelhos substituem, por exemplo, a televisão. Por estas razões, as técnicas de Marketing utilizadas têm vindo a ser redefinidas e adequadas a estes suportes.

De acordo com um estudo feito pela comScore, o ano de 2015 destacou-se por ser o primeiro em que, nos Estados Unidos, o tráfego na Internet, nos dispositivos móveis, ultrapassou aquele que foi gerado pelos utilizadores de computadores.

Devido a estas mudanças de paradigma, também a comunicação feita por parte das empresas tem sofrido alterações. Os websites das organizações foram reformulados e há campanhas feitas exclusivamente para estes meios e departamentos específicos a serem criados para satisfazer esta nova vertente.

Quanto aos desígnios da Google, sabe-se que um site que não esteja adequado a este novo formato é relegado para segundo plano, uma vez que não serve todas as vontades/necessidades dos utilizadores.

A juntar a todas estas exigências há alguns benefícios associados e entre eles destacam-se a crescente proximidade entre o utilizador e as organizações e um aumento de informação sobre consumidores e os seu hábitos, o que levanta um outro desafio - a personalização da comunicação.

 

Mobile Marketing

 

 

Susana Cebolas


Sobre o autor:

Glossário