Meta tags

 

São palavras, expressões, ou linhas de código utilizadas pelos webmasters para passar instruções de base, ou para informar, por exemplo, os motores de busca sobre determinadas características do site. Destacam-se de outras tags por estarem acima destas, localizadas na secção head do documento HTML.

As meta tags não são feitas para ser exibidas ao utilizador comum, por isso, apenas podem ser vistas e trabalhadas dentro do ambiente HTML, ou XHTML. Sendo importante referir que, embora esta informação seja importante para todos os motores de busca, o Google lê meta tags em ambos os formatos, independentemente do código utilizado na página.

Dois exemplos de meta tags cruciais numa estratégia de SEO são a title tag e a meta description, ambas com informação muito relevante em termos otimização do website. A primeira corresponde ao título da página web que é apresentado nos motores de busca. Enquanto que a segunda corresponde a uma breve descrição do mesmo.

Mas existem muitas outras que são comummente utilizadas e que são determinantes para uma estratégia eficaz, como por exemplo:
- Meta tags relativas a indexação pelos mecanismos de pesquisa, como nofollow e noindex
- Meta tags relacionadas com webtools da Goolge e que permitem que estas executem as suas funções, como por exemplo, verificação de propriedade no Goolge Search Console 
- Meta tags para redireccionamento, como refresh e código 301 
- Meta tags para diversos fins, como por exemplo:
- content-language, para classificação do idioma presente no site
- author, que permite identificar o autor do código fonte
- reply-to, identifica o endereço de e-mail que permite o contacto com o responsável pelo site

É importante referir que, embora este elemento seja muito importante relativamente à informação que o utilizador obtém sobre o site, as meta tags por si só não fazem com que o posicionamento melhore se o conteúdo de cada página for insuficiente, ou fraudulento. 



Meta tags

 

Susana Cebolas


Sobre o autor:

Glossário